[Resenha] Carbono Alterado

SINOPSE: Um eletrizante thriller noir de ficção científica em adaptação para série do Netflix No século XXV, a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual para de funcionar. A morte, agora, nada mais é que um contratempo inconveniente, uma falha no programa. Takeshi Kovacs, um ex-militar de elite, após sua última morte, tem sua consciência transportada a Bay City, a antiga São Francisco, e é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata. Isso só para descobrir que seu contratante é a própria vítima, que voltou à vida em um novo corpo, mas sem as memórias do crime. Mal sabe Kovacs, porém, que essa investigação irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado.

Resenha
Carbono Alterado é o primeiro livro da Trilogia Takeshi Kovacs, e foi lançado originalmente em 2002, chegou este ano ao Brasil através da Editora Bertrand Brasil acompanhando o lançamento da série Altered Carbon na Netflix.

Recebi este livro de surpresa do Grupo Editorial Record e não poderia ter ficado mais feliz, uma ficção cientifica desse nível? É embarcar para ver!

Aproximadamente daqui a 500 anos não existirá mais morte, não uma morte real, já que a mente poderá ser 'baixada' em um cartucho e colocada em um novo corpo, se você for rico o suficiente pode clonar a si mesmo e viver eternamente com a sua aparência.

Em Carbono alterado conhecemos Takeshi Kovac, que é um ex-militar que se transformou em um mercenário com grandes habilidades. A primeira visão que temos dele é em um confronto, onde ele é 'morto' e colocado em uma espécie de 'prisão', um local onde seus dados são armazenados até que seja realocado ou convocado. 

Takeshi é convocado até a terra por uma Matusa (termo que define pessoas que estão vivas a muito tempo) para investigar o seu assassinato. Preso por um contrato que não lhe deixa escapatória ele começa a investigar tudo. Ao que tudo indica seu contratante cometeu suicídio, porém como ele é muito rico existe um sistema que faz o 'download' dele de tempos em tempos então essa não seria uma forma de morrer.

"Bancroft não tinha cometido suícidio, isso pelo menos estava claro. Eu estava no caso havia menos de um dia e já tinha dois lobbies diferentes nas minhas costas. Primeiro, os capangas de Kristin Ortega no complexo de justiça, e, depois, o assassino de Vladivostok com sua capa reserva, isso sem falar no comportamento bizarro de Mirian Bancroft. Era uma situação bagunçada demais para ser só o que parecia ser. Ortega queria alguma coisa e quem quer que tivesse contratado Dimitri Kadmin queria alguma coisa - o que eles queriam, aparentemente, era que o caso de Bancroft continuasse fechado."

Takeshi não é um mocinho, e apesar de estar fazendo vezes de 'detetive' não vê problemas em derrubar todos que entrarem em seu caminho. Ao chegar a terra ele se hospeda em um hotel totalmente controlado por uma IA (inteligencia artificial), que é baseada na personalidade de Jimi Hendrix.

Além de Takeshi nos deparamos com vários personagens fortes e que determinam muito do que tem a acontecer na trama. Detetive Ortega, ma policial durona com muitos segredos, Miriam Bancroft, esposa do contratante de Kovacs, uma mulher ardilosa e cheia de truques. Reilen Kawahara, matusa com muitos motivos escusos e planos terríveis. Todas elas tem uma ponto incrivel e importante na história, cada uma com seu tempo.

Joel Kinnaman como Takeshi Kovacs
Apesar de ser um livro de ficção muito bem escrito, o autor pecou em algumas descrições e prolongamentos de cenas, as cenas de algumas lutas por exemplo foram por demais estendidas, chegando ao ponto de serem tediosas.

Carbono Alterado teve uma introdução bem forte, e para quem não está acostumado a um ritmo mais acelerado pode ser difícil de acompanhar tudo o que está acontecendo. Não temos uma introdução contando como tudo aconteceu ou o porque está acontecendo, a história simplesmente explode das páginas para você.

Consigo entender bem o porquê resolveram adaptar este livro (série), ele tem muita coisa visual para mostrar, pancadaria, explosões, casas de prostituição, tráfico de drogas, enfim tem muito para ser desenvolvido e tudo para conquistar os fãs de ficção e ação.

Os próximos títulos da Trilogia Takeshi Kovacs são Broken Angels (2003) e Woken Furies (2005), porém ainda não existe uma previsão de lançamento no Brasil.

MINHA NOTA

FICHA TÉCNICA 
Titulo Original: Altered Carbon
Autor: Richard Morgan
N° de Páginas: 490
Editora: Bertrand Brasil
Onde Comprar: SubmarinoSaraivaCulturaAmericanasAmazon

Este livro foi uma cortesia do Grupo Editorial Record


4 comentários

  1. Vi muitos recebendo esse livro e fiquei com muita vontade de receber também kkkkk, amei a sua resenha e queria conhecer esse livro, vou ir atrás dele, deve ser legal essa ideia de clonar, aahhh sei lá tenho que ler kkkkk

    Beijinhos

    https://sussurrandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, nunca tinha ouvido sobre esse livro. Mas eu não leria ele não faz parte do meu gênero favorito.

    ResponderExcluir
  3. Tô bem curiosa pra como vai ser a adaptação, fiquei tentada a pedir esse livro, parece o tipo de livro que eu gosto!

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Achei muito interessante o livro, quero ler já. Gostei muito da sua resenha, sempre boa.
    Abraço
    Folha de Pólen

    ResponderExcluir

Faça uma Blogueira Feliz!

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "